Conquiste os SUPER PODERES da Segurança Privada

Começaremos este artigo com uma indagação importante sobre obediência e poder de polícia. De onde vem o poder da polícia? Vamos ver o que acontece no exterior.



1 – A SITUAÇÃO NOS EUA


Geralmente vemos nas viaturas estadunidenses apenas um policial e por vezes completamente fora de forma. Com um talão na mão e com o coldre fechado eles conseguem parar um veículo com 4 indivíduos suspeitos dentro, fazer revistas pessoais e veicular sem nenhum problema? Não são raros os exemplos nos filmes, neste caso a arte imita a vida real. Um policial com o distintivo pendurado no peito entra em locais com vários suspeitos e apenas com a força do distintivo ou da carteira, consegue fazer o que quiser e prender quem quer que seja. Este fenômeno que acontece na América do Norte é fruto de suporte estatal que possibilita este policial a contar com o apoio de vários setores da sociedade, dando lhe cobertura e respaldo para a sua ação. O policial age em nome do Estado e este por sua vez faz valer. Note que caso haja alguma resistência o policial estadunidense aciona o botão de pânico que direciona para o seu localizador todas viaturas ao seu redor, inclusive drones e helicópteros.


2 – POLÍCIA CHINESA


Na china, a polícia serve para manutenção do Estado. A polícia tem como suporte os rigores do partido comunista chinês que sem piedade pune qualquer um que desafie as forças estatais. A tecnologia também é bem marcante uma vez que grande parte de seus cidadãos são cadastrados e facilmente identificados pelo reconhecimento facial em bancos de dados do Estado Chinês. Esta dupla garantia, força da coerção estatal e a tecnologia, dão larga vantagem ao sistema policial chinês, que não encontra na maioria das suas ações resistência violenta às suas abordagens.


3 – APLICAÇÃO NO BRASIL


O suporte então se traduz em um misto de tecnologia, legislação e atitude social (embora considerada errada aos olhos mais técnicos da cultura ocidental).


Podemos salientar que a segurança privada e segurança pública no Brasil estão apoiadas numa mesma base constitucional, pelo fato de que ambas (segurança pública e privada), garantem a paz social e direitos fundamentais do cidadão.


No Brasil, a segurança pública usa modelos de viaturas com 4 policiais, armamento pesado e todos estressados pela dura e desleal rotina diária.


Este modelo de ação decorre da falta de suporte do Estado para com a atividade de segurança, seja ela privada ou pública.


Por mais boa vontade que tenham, as funções das polícias e dos vigilantes não encontram a necessária ressonância nos demais entes estatais com relação ao suporte de suas atividades.

As forças de segurança deveriam ser a última opção do conjunto de ações aplicadas pelo Estado. Para que elas surtam efeitos positivos obrigatoriamente deveriam ser precedidas de iniciativas sociais, políticas de reparação, e sobretudo, de maciço investimentos na criança e no adolescente.


4 – A SOCIEDADE CONTRA A SEGURANÇA


A carga desequilibrada de responsabilidade atribuída às forças de repreensão, sobrecarrega a atividades do policial e do vigilante. Estes por sua vez, naturalmente recebem da comunidade que atendem a mesma impressão negativa passada. Este ciclo se repete tanto para a segurança privada quanto para a segurança pública.


A exemplo disso temos que em vários episódios quando existe um conflito entre um suspeito e os agentes da lei (vigilantes e policiais), a comunidade, num julgamento rápido, tende a proteger o suspeito. Caso não haja gerenciamento da crise, os papéis podem inverter e a comunidade pode passar a hostilizar fisicamente os agentes da lei.


Este quadro de “semi” abandono que os vigilantes herdaram dos policiais é que os colocam na defensiva quando são instados a agir em uma situação de risco. Este comportamento de hesitação é um dos responsáveis pelo quadro alarmante de mortes registradas na atividade de segurança, seja pública ou privada.


Desta forma a segurança privada no Brasil, ainda está muito atrelada à segurança pública, uma vez que de lá, é que vem a grande maioria dos profissionais que atuam no mercado brasileiro.


Entendemos que para a segurança privada os efeitos negativos desta relação se mostram ainda mais gravosos, pois lhes são negados também recursos que somente aos policiais são reconhecidos, tais como: Porte de arma em tempo integral, treinamento de qualidade, equipamentos, etc.


Os recursos sociais, jurídicos e financeiros destinados à segurança privada no Brasil são os restos do pouco recurso destinado à segurança pública. Não é demais registrar que este posicionamento está atravessado no caminho do desenvolvimento da segurança privada, impedindo que ela se deslanche no país e consiga resultados mais atrativos para o mercado empresarial.


5 – MUDANÇAS QUE PRECISAM ACONTECER


Para que no Brasil a segurança privada consiga se desvencilhar desta ciranda negativa, vamos fazer um ensaio que entendemos ser o início da melhora desta relação cidadão – profissional de segurança.


Primeiro: A segurança privada tem a capacidade de entregar muito mais para o seu público por se tratar de nichos, uma vez que o seu papel está voltado para o mercado comercial, o empreendedorismo.


Assim sendo, o empresário de segurança privada tem como mudar o formato inadequado que adotou para si da segurança pública, isto independe deste modelo ter dado os resultados esperados naquele setor público.


Segundo: A Segurança Privada tem elementos dentro das 9 chaves (pessoal, documental, infraestrutura, informática, operações, meio ambiente, prevenção de acidentes, compliance e terrorismo), que entregam valores para a sociedade com a facilidade de ser fracionados e direcionados ao público alvo.


Com esta característica, o empresário consegue entregar junto aos serviços de segurança privada, outros elementos e estímulos positivos que darão mais leveza para atuação do vigilante no dia a dia. (mensagens direcionadas, propagandas no local dentre outros).


Terceiro: Há de fazer uma adaptação, usando a prerrogativa de poder entregar ao usuário dos produtos algumas vantagens que minimizem a impressão de repreensão indiscriminada de origem pública, voltada para todos os clientes.


Como exemplo e dentro de uma infinidade de possibilidades, podemos suavizar a atuação dos seguranças em um hipermercado, simplesmente casando a atividade de vigilância com o marketing de que: “É necessário evitar violação de produtos no interior da loja”. Casam-se também ações de logística: Disponibiliza-se água de graça e degustação dentro da loja (promoção de produtos). Além disso pode explorar comercialmente uma lanchonete no interior do hipermercado. Desta forma o empresário conseguirá individualizar e suavizar as ações de segurança quando tiver alguma.


Esta possibilidade de apenas um segmento conseguir resolver o problema geral do empreendimento só é possível aqui, na iniciativa privada, onde o empresário tem autonomia no seu negócio.


Quarto: Há uma grande facilidade de adquirir equipamentos de tecnologias aprovados e testados, que estejam disponíveis no mercado. Esta aquisição de forma imediata e direta é um ponto positivo, visto que soluções vencedoras em outros países tem a sua importação mais veloz quando se trata da iniciativa privada. Um profissional de segurança atento e atualizado tem condições de trazer estes equipamentos e adequá-los à realidade brasileira e do seu cliente com bastante êxito, assim como fará com soluções encontradas na segurança pública.


Na mesma linha de raciocínio existe a necessidade de melhorar os treinamentos, os equipamentos e piso salarial da categoria. Então fica restando apenas o apoio social que virá com ações políticas e leis eficientes direcionadas ao setor.


Estes elementos somados são os superpoderes que a segurança privada tanto almeja.


Assim concluímos


Postaremos pelo menos um artigo por semana aqui. Caso tenha interesse em ainda mais conteúdo, postamos vídeos e podcasts semanais. Gostou do artigo? Aprendeu algo novo? Conte para nós ai em baixo. Adoramos receber sugestões para melhorar, se tiver alguma, te convido a deixá-la nos comentários. Qualquer dúvida é só perguntar. Não se esqueça de registrar seu email para fazer parte da comunidade 9Walls, o que te dará acesso aos nosso fórum e aba de investigação.


Obrigado por ler esse artigo e até a próxima.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

+55 (61) 99524 8282

©2020 por 9walls Security.

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • Spotify ícone social
  • YouTube

34.047.697/0001-78